Infinito Particular

Um mundo confuso e divertido…

Meu belo trauma — 30 de novembro de 2017

Meu belo trauma

Algumas pessoas são belas decepções… com vc foi assim.

Tivemos coisas lindas, conflitos grandiosos mas vc sempre foi meu remédio “meu amor e minha droga”.

Não podemos encarar todo fim como trágico, alguns finais são necessários para novos recomeços.

O errado é não reconhecer as coisas boas que acontecem só porque teve um fim.

A vida foi feita pra ter começo meio e fim porque pensar que outras coisas devem ser diferentes?

“Que seja eterno enquanto dure” e foi eterno.

Sou feliz por todas as experiências que tive na vida até hoje, tive dias sombrios sim mas todos eles são quem sou.

Seria errado não reconhecer o lado bom da vida só porque estamos tendo um dia ruim.

 

Anúncios
Coração Selvagem por Daíra Saboia — 29 de novembro de 2017

Coração Selvagem por Daíra Saboia

Meu bem, guarde uma frase pra mim dentro da sua canção
Esconda um beijo pra mim
Sob as dobras do blusão
Eu quero um gole de cerveja
No seu copo, no seu colo e nesse bar

Meu bem, o meu lugar é onde você quer que ele seja
Não quero o que a cabeça pensa
Eu quero o que a alma deseja
Arco-íris, anjo rebelde
Eu quero o corpo, tenho pressa de viver

Mas quando você me amar
Me abrace e me beije bem devagar
Que é para eu ter tempo
Tempo de me apaixonar
Tempo para ouvir o rádio no carro
Tempo para a turma do outro bairro ver e saber que eu te amo

Meu bem, o mundo inteiro está naquela estrada ali em frente
Tome um refrigerante, coma um cachorro-quente
Sim, já é outra viagem
E o meu coração selvagem tem essa pressa de viver

Meu bem, mas quando a vida nos violentar
Pediremos ao bom Deus que nos ajude
Falaremos para a vida
Vida, pisa devagar, meu coração, cuidado, é frágil
Meu coração é como vidro, como um beijo de novela

Meu bem, talvez você possa compreender a minha solidão
O meu som, e a minha fúria e essa pressa de viver
E esse jeito de deixar sempre de lado a certeza
E arriscar tudo de novo com paixão
Andar caminho errado pela simples alegria de ser

Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo, vem morrer comigo
Meu bem, meu bem, meu bem

Talvez eu morra jovem, alguma curva no caminho
Algum punhal de amor traído completará o meu destino

Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo, vem morrer comigo

Perdoe! — 28 de novembro de 2017
Eu chorei… — 24 de novembro de 2017

Eu chorei…

Chorei de frustração,

Chorei de raiva,

Os anos passam e continuo com uma atitude destrutiva, querer amar quem não precisa do meu amor.

Não chorei por te querer de volta, chorei por me sentir fracassada.

Chorei de raiva de mim por estar chorando, não preciso disso… não é o fim do mundo.

Essa foi só mais uma noite ruim, elas são comuns na vida… elas dão sabor aos dias bons.

Você vai chorar, todos nós somos humanos e devemos deixar as lágrimas caírem quando for necessário.

Chorar uma noite ou duas não é se entregar, é se dar tempo pra sentir…

A vida sem sentimentos é muito vazia, é necessário se deixar ser humano, frágil e fraco por uma noite ou duas.

Recomeçar — 21 de novembro de 2017

Recomeçar

A vida é feita de recomeços… não é porque não deu certo que é um fracasso total.

Temos que aprender com os erros e ver as coisas boas que aconteceram no percurso da vida.

Errar é humano ainda vamos errar muito até nosso suspiro final.

O que importa são as marcas que deixa no mundo e nas pessoas, cada dia temos a oportunidade de fazer a diferença.

Você não é seu emprego, não é seu peso, nem sua orientação sexual, esses são apenas detalhes sobre quem você é, detalhes são pequenos… você pode ser grande…

A vida é feita de recomeços… o dia termina e se inicia novamente porque com você seria diferente?

Corre menina… corre atrás dos seus sonhos, essa é uma oportunidade de fazer diferente.

Se aceita… se ame! — 20 de outubro de 2017

Se aceita… se ame!

Aceite que vc duvida de tudo…
Saber demais gera isso, por isso a ignorância é uma virtude.

Enquanto vc não aceitar que vc duvida de tudo e de si… e que quer tudo no mundo mas é só um ser humano

Vc vai estar em crise!

Se aceita… pode não ser perfeito mas é quem vc é.

Vc é dúvida… vc é anseio…
Se não se aceitar… não vai poder viver…

Estrada Nova — 16 de outubro de 2017

Estrada Nova

 

O futuro nos chama…

O medo é como uma âncora… ele te prende e te amarra…

Devemos parar de temer e ir em frente, lutar e conquistar o futuro que desejamos.

Observando meu filho, sim tenho um, crianças não temem a queda, o arranhão, eles tem tanto anseio por descobrir e se aventurar que a dor é algo pequeno demais pra impedir a busca por algo novo.

Vamos ser como crianças… arriscar mais e dar menos valor a dor… vamos explorar e conquistar… viver e nos eternizar.

Permanecendo — 25 de setembro de 2017
… — 27 de junho de 2017
Quebrado… Destruído. —
26 — 6 de junho de 2017

26

Os anos passaram sem que eu percebesse.

É engraçado como vivo perseguindo o passado, deixando o hoje ir embora pra lamentar ele quando for amanhã.

O que fazer quando somos conscientes do problema mas incapaz de resolve lo?

Os dias passam e me torno mais e mais distante daquilo que sonhei pra mim.

Coloquei um peso nas sua costas, o peso de me fazer feliz mas ninguém pode fazer o outro feliz.

Meus textos não tem mais nexo são só desabafos jogados sobre as teclas do computador ao som de uma música triste.

Somos feitos pra quebrar… e eu estou bem partida…

Fazemos planos impossíveis de se realizar, somos ensinados a sonhar bem alto e quando se é jovem isso é alimentado a cada segundo mas a vida de “adulto” chega e nos perdemos no caminho.

Hoje entendo a ideia do Peter Pan… sermos jovens pra sempre.

Tive mais um dia ruim, um de muitos que ainda virão.

Perco a cada dia um pedacinho… mais um… mais um…

 

Não era pra ser assim…

 

I miss you so much!

A chave – Gugu Peixoto — 26 de maio de 2017

A chave – Gugu Peixoto

“Sou todo nosso e o resto é desespero

De quem não abre pra quem bate,
Porta retrato
O céu daqui são luzes artificias
E sem olhar pra trás eu peço
Não me abra nunca mais

Trocamos os sentidos e
Só nos falta trocar de indivíduos,
Nós trocamos os sentidos
Nós trocamos os sentidos e
Só nos falta trocar de indivíduos,
Nós trocamos os sentidos, nós…”

Coração Selvagem – Belchior — 13 de abril de 2017
Força! —

Força!

Minha doce menina, sei que você consegue.

Aguenta firme, segure se onde puder.

Respira fundo e mergulha… pra passar pro outro lado é preciso coragem e força.

Sei que você esta com medo mas estou aqui.

Vem cá, segura a minha mão… vamos juntas…

Eu sei que você consegue!

Sobrevivi… Sobrevivemos… —

Sobrevivi… Sobrevivemos…

Oi…

Você aina esta aí? … eu sei que não…

Sobrevivi… amanheci me sentindo menos morta… com uma pequena chance de esperança de um dia melhor, porque vivo um dia de cada vez.

Essa última crise foi bem pesada, achei que não suportaria.

Como pode uma doença nos dominar desse jeito? Nos fazer pensar e viver um caos interior a ponto de querer tirar a própria vida… a ponto de nada mais fazer sentido?

Minha rotina é muito louca, quase não paro… acho que essa rotina é que nos faz adoecer.

Tecnologia avançada, ligações de vídeo… amizade virtual… mas… e aquela coca cola tomada com amigos? e os risos trocados enquanto estávamos sentados no meio fio?

Cadê aquele abraço apertado do final do dia?

Apertado só temos a lotação do ônibus…

Sabe o que foi pior nesses dias ( terríveis ) que passei? As pessoas não sabem reagir quando nos vêem daquele jeito… não sei se é por distração ou por medo… ou qual seja o motivo…

Foi doloroso pedir ajuda… do nosso jeito calado… através do nosso comportamento ou feição ou até com palavras… e as pessoas não reagirem…

Não tive uma mão… um colo… mas estou aqui mais uma vez…

Me dá medo pensar por quanto tempo estarei bem…

Por hoje vou aproveitar essa sensação… não estou bem… mas estou melhor…

 

… — 11 de abril de 2017
Ajuda —

Ajuda

Ajuda dizer:

*Eu te amo,

Você é importante,

Faria falta pra mim,

Faz diferença ter você conosco,

Eu vejo você,

Não sei dizer como esta se sentindo mas vou ficar aqui quieto do seu lado.

 

–Isso ajuda… criticar não ajuda…

Pra você… — 10 de abril de 2017
Mais uma bad… — 6 de abril de 2017

Mais uma bad…

 

 

Sabe aquela BAD… aquela que vêm do nada e nos dá um soco na boca do estômago?!?

Queria ter a “minha pessoa” pra pedir ajuda nesses dias… poder me enrolar num cobertor, comprar comida e ficar escondida até tudo passar…

Hoje só estou pensando em coisas destrutivas… minha vontade é terminar tudo isso… fechar os olhos e descansar…

Sabe aquele sussurro? fica cada vez mais alto… e de repente, nada mais importa…

Não ando tendo nada com real significado ou que me prenda… que me segure…

Hoje estou como um balão… voando a deriva… e uma hora, ele simplesmente explode e acaba…

Não sei se estarei aqui amanhã… ou se estarei aí com você…

Sinto sua falta…

Tempo – Versos que Compomos na Estrada — 28 de março de 2017

Tempo – Versos que Compomos na Estrada

 

Tempo posso te pedir um segundo
Fique um pouco
Fique um pouco mais

Sei não sou tão paciente contigo
E fique um pouco
Fique um pouco mais

Que enquanto esqueço lá fora
Passa por dentro outra hora
Reconstituo o que se desfaz

Passe devagar pra mim
Devagar pra mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel

Quando o mundo se esquece de nós
E a gente fica um pouco
Fica um pouco aflito
Sem versar
Sem ver céu
Sem ventar
À deriva num mar de papel

Passe devagar pra mim
Devagar pra mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel

Devagar pra mim
Devagar por mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel